quinta-feira, 29 de maio de 2008

A QUÍMICA DOS CORANTES

Segundo a wikipédia “um corante é toda substância que, se adicionada a outra substância, altera a cor desta. Pode ser uma tintura, pigmento, tinta ou um composto químico”. A humanidade sempre foi fascinada por cores. Há 20.000 anos caçadores da Era Glacial já utilizavam pigmentos para fazer inscrições rupestres nas paredes das cavernas, criando obras que resistem até os dias atuais.
Alguns tecidos que revestiam as múmias egípcias eram coloridos.
Com o tempo, muitos corantes naturais foram sendo descobertos e artificiais foram inventados.
O uso de corantes artificiais iniciou-se em 1856. Hoje, mais de 90% dos corantes empregados são sintéticos.
Entretanto, muitos corantes naturais utilizados na antiguidade ainda são empregados, e em larga escala, como o índigo, um pigmento azul, extraído da indigofera tinctoria, e a henna, utilizada até mesmo na indústria de cosméticos.
Até nosso país deve o nome a um corante: era do pau-brasil que se extraía um pigmento capaz de tingir tecidos com cores fortes, como vermelho, rosa ou marrom.
Atualmente, existem mais de oito mil compostos diferentes no mercado. Essas substâncias podem ser tanto orgânicas como inorgânicas. Elas dão cor à nossas casas, papéis, roupas, carros e alimentos.
Na indústria de alimentos alguns corantes são usados com mais freqüência.
Os aditivos alimentares permitidos encontram-se classificados por "famílias" que têm a ver com a função que exercem. A cada um corresponde um código, constituído pela letra E seguida de três algarismos. Os corantes vão de E100 a E199, os conservantes de E200 a E299, os antioxidantes de E300 a E330, havendo ainda estabilizantes, espessantes, emulsionantes, gelificantes, antiaglomerantes, acidulantes, potenciadores do sabor coadjuvantes dos antioxidantes.
Pela legislação brasileira no rótulo deve vir descrito a classe do aditivo (corante) e o nome por extenso e/ou INS. Os corantes artificiais devem apresentar no rótulo a indicação: COLORIDO ARTIFICIALMENTE.

Do urucum são fabricados os corantes naturais mais difundidos na indústria de alimentos, ou seja, os produtos do urucum representam aproximadamente 70 % (em quantidade) de todos os corantes naturais e 50 % de todos os ingredientes naturais que têm função corante nos alimentos. Dele são produzidos corantes com vasto uso em salsicharias, laticínios e cereais; corantes com grandes aplicações em produtos alimentícios como: massas recheios e produtos oleosos e condimentos como o colorau ou colorífico, muito comum na culinária brasileira e na América Latina.

Outro corante utilizado em larga escala na indústria de alimentos é o carmin de cochonilha.
Cochonilha é um corante extraído do extrato seco de fêmeas do inseto Coccus cactis. Estes insetos são encontrados com freqüência no Peru, Ilhas Canárias e, mais recentemente, na Bolívia, onde são cultivadas normalmente em plantações de palmas (cactos).


Da colheita é extraído um corante de cor vermelho violeta, com muito boa estabilidade ao calor, pH e oxidação.
Suas principais aplicações são em laticínios, doces, geléias, sorvetes, bebidas alcoólicas e cosméticos, para dar o colorido vermelho ou seus matizes.
A Cúrcuma ou açafrão brasileiro é de onde se extrai um corante cujo principal pigmento é a curcumina. É uma planta originária da Ásia, cultivada na China, Índia, Ilhas do Caribe e América do Sul. O principal produtor é a Índia.
No Brasil, a cúrcuma é vendida na forma de tubérculos (raízes), e também de pó desidratado, com vasta aplicação em culinária e em molhos de mostarda.
Como corante, seu uso ainda não é grande, mas é encontrado com freqüência para dar cor a massas alimentícias, sobremesas e sorvetes. Clorofila é o mais abundante pigmento vegetal encontrado na natureza. Existe em todas as plantas verdes e em muitas algas. A clorofila é a responsável pela fotossíntese das plantas.
O pigmento natural tem sua molécula de magnésio substituída por cobre para ficar mais estável à luz e ao calor, recebendo o nome de feofitina de cobre, pigmento este solúvel em óleo. Após a saponificação tem-se a clorifilina de sódio e cobre que é solúvel em água.
As aplicações mais comuns do corante de clorofila são em sorvetes, massas de vegetais, sobremesas e também na indústria farmacêutica e da higiene pessoal. Páprica doce é um pimentão cultivado na Espanha, América do Sul, Índia e Etiópia. Da páprica doce se extrai um corante oleoresina de cor vermelho-alaranjado, cujos principais pigmentos são a capsorrubina e a capsantina. Em menor quantidade também estão presentes o beta caroteno, licopeno, violaxantina e outros.
Na América do Sul, existem plantações organizadas de páprica no Brasil, Argentina e Chile. Porém, a produção do oleoresina requer equipamentos de extração e destilação de solventes de grande porte e devido o baixo consumo no Brasil, estes corantes ainda são importados.
As aplicações mais comuns dos corantes de páprica são em molhos condimentados, maioneses e embutidos cárneos.
Da beterraba roxa extrai-se um corante de cor vermelho intenso, cujo principal pigmento é a betaina ou batalina.
Dos corantes naturais, a beterraba é a mais instável com relação ao pH, luz, calor e oxidação. Por isso, é pouco usado como corante para alimentos. Este corante é usado no preparo de sorvetes, doces e na indústria de laticínios, confeitos e congelados.

Antocianina é um grande grupo de pigmentos hidrossolúveis, responsáveis pela coloração dos morangos, framboesa, uvas, batata roxa, repolho roxo, etc. Os corantes de antocianina são fabricados normalmente a partir de cascas de uva, cujo pigmento é a antocianina. Devido à solubilidade e à mudança de cor em função do pH, este corante possui uso restrito a produtos que normalmente são fabricados a partir de frutas que contêm: sorvetes de uva, geléias, vinhos compostos etc.

5 comentários:

  1. Olá colega,



    Acaba de ser criada uma rede social apenas para quem tem blog.

    Além de comunidades e fóruns, os membros terão à disposição um feed coletivo* com as atualizações de todos os seus blogs.

    É uma nova maneira de você divulgar o seu blog.

    Torne-se um dos primeiros membros do ' Blogueiros do Brasil ' e tenha os seus posts no topo da página, na seção ' Posts Recentes ' , com atualizações automáticas diretas do seu blog.

    Visite :
    http://blogueirosdobrasil.ning.com/


    *Feed coletivo :
    http://feeds.feedburner.com/BlogueirosDoBrasil




    Um abraço e sucesso !

    ResponderExcluir
  2. AdOrei as Informações que este Blog tem....
    Está bem contruido com as imagenx nessecarias para um Blog!!!

    Adorei bastante mesmo muito....

    Bjx....

    ResponderExcluir
  3. cara.... pracisava mto desse assunto "corantes", pra um trabalho da escola...acabei me interessando pelo assunto..rs....

    ResponderExcluir
  4. PREZADOS
    DESCULPEM SE COM ESSE EMAIL TOMO UM POUCO DE V TEMPO, MAS ACHEI CONVENIENTE FAZE-LO
    ESTAMOS HOJE GRAÇAS AO NOSSO (MARAVILHOSO GOVERNO) ENFRENTANDO CONCORRENTES DE FORA DO BRASIL E MESMO DO MERCOSUL
    ELES APRESENTAM E VENDEM A NOS BRASILEIROS CORANTES NATURAIS DE URUCUM CURCUMA E MESMO OS ARTIFICIAIS QUE A MUITO TEMPO FOI BANIDO SEU USO EM VARIOS PAISES, MAS AQUI E PERMITIDO ATE EM ALIMENTOS E POR INCRIVEL QUE PAREÇA EM MEDICAMENTOS
    ACHO QUE CHEGOU O MOMENTO DE ESQUECERMOS POSSIVEIS DESAVENÇAS COMERCIAIS E NOS UNIRMOS PARA FORTALECER OS PRODUTORES RURAIS E NOS MESMOS
    VAMOS CRIAR UMA ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES RURAIS(MUITOS DEIXARAM DE PLANTAR URUCUM E PASSARAM A PLANTAR BANANAS)E DE CORANTES NATURAIS, PARA ISSO PEÇO AUXILIO DA ITAL, VAMOS COMBATER JUNTOS O USO DO CORANTE CARMIM E NÃO REVENDE-LO
    TEMOS TECNOLOGIA, MAS PARAMOS NO TEMPO E ESPAÇO.
    JÁ ME MANISFESTEI JUNTO A ORGÃOS OFICIAIS POREM SEM RESPOSTA ALGUMA
    REFLITAM E AGUARDO V RESPOSTA
    GRATOS
    DECIO



    ResponderExcluir

Você poderá gostar também de:

Related Posts with Thumbnails

posts legais em outros blogs